CBR - Confederação Brasileira de Remo

 

Remo Internacional

Primeira prova do para-remo em 2000m será em Poznan

A 2ª Etapa da Copa do Mundo, que acontecerá em Poznan, na Polônia, será a primeira competição internacional em que os atletas de remo adaptado irão disputar suas provas em uma raia de 2000 metros. O aumento de 1000 metros nas provas certamente tornará as disputas mais longas e exigirá mudanças no treinamento dos remadores.

Copa do Mundo de Remo, Polônia, 2016
A dupla Josiane Lima e Michel Pessanha durante a Copa do Mundo de 2016 em Poznan

O técnico de remo Thor Nielsen, antigo Diretor de Desenvolvimento da FISA, acredita que a mudança não será tão radical. “O sistema de treinamento precisará ser modificado, mas não tanto quanto foi na mudança de 1000 para 2000 metros no remo feminino.”

O maior desafio para os atletas, explica Thor, é a duração da prova e não a distância a ser percorrida. “A fisiologia do esporte mudou de um perfil de força para um perfil de resistência. Se olharmos para os tempos nas Olímpiadas do Rio, você percebe que muitos barcos de remo adaptado já possuem perfil de resistência, exceto no Quatro Misto.” A maior mudança, segundo Thor, será no corpo dos atletas, que precisarão aguentar uma prova com o dobro do tempo. No entanto, isto dependerá das características individuais de cada remador.

A equipe brasileira de remo adaptado que participará das provas na Polônia modificou a forma de treinamento em preparação para a nova distância, conforme explica o técnico de para-remo Guilherme Soares. “As provas terão duração de no mínimo o dobro do tempo estabelecido na antiga distância, ou seja, na distância de 1000 metros as variáveis força e potência eram mais determinantes para o desempenho do que necessariamente a própria resistência. Já nessa nova distância as provas se tornam mais aeróbias.”

Copa do Mundo de Remo, Polônia, 2016
O remador Renê Pereira durante a Copa do Mundo de 2016 em Poznan

Apesar da mudança, Guilherme acredita que os remadores brasileiros têm chances de se qualificaram entres os seis primeiros colocadas na final. “Entendemos que as colocações finais tendam a alterar devido a especificidade da nova distância. Mas acreditamos que a longo prazo a adaptação venha a ocorrer e os resultados tendem a ser favoráveis.”

O time paralímpico do Brasil em Poznan será formado por Renê Pereira, no PR1 Single Skiff Masculino, e pela dupla Josiane Lima e Michel Pessanha, no PR2 Double Skiff Misto. As provas serão entre os dias 15 e 18 de junho. Os atletas viajam acompanhados do técnico César Moreira, do fisioterapeuta Rafael Jacob e do chefe de delegação Guilherme Soares.

Nova Classificação do Remo Adaptado
O remo adaptado também sofreu recentemente mudanças na nomenclatura de suas categorias de barcos. A classificação se manteve igual, apenas os nomes foram modificados de acordo com às normas do Comitê Paralímpico Internacional.

Existem três níveis de habilidade no remo adaptado, chamados tecnicamente de classes esportivas. As três classes são identificadas como PR1, PR2 e PR3, sendo PR a sigla “para-rowing” (para-remo em inglês) e os números indicando o nível de habilidade:

PR1 = Uso dos braços e ombros, com assento fixo (antes chamada de AS)
PR2 = Uso do tronco e dos braços, com assento fixo (antes chamada de TA)
PR3 = Uso das pernas, tronco e braços, com assento deslizante (antes chamada de LTA)

Crédito das fotos: Confederação Brasileira de Remo
Fonte das informaçãoes: World Rowing

PATROCINADORES

Secretaria Especial do Esporte - Ministério da CidadaniaLei de Incentivo ao Esporte


PARCEIROS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO

Conforpés


APOIADORES DO REMO BRASILEIRO

Comitê Brasileiro de ClubesWorld CenterNutrigenikDietpro

CONFEDERAÇÃO FILIADA

Comitê Olímpico do BrasilComitê Paralímpico BrasileiroFISAWorld Rowing

Redes Sociais

Facebook - Confederação Brasileira de RemoConfederação Brasileira de Remo - InstagramConfederação Brasileira de Remo - TwitterYou TubeIssuu - Confederação Brasileira de RemoLinkedIn

Conf. Brasileira de Remo

SEDE RIO DE JANEIRO
Avenida Graça Aranha, 145, Sala 709
Centro, Rio de Janeiro, RJ – 20030-003
Telefone: (21) 2294-3342
Telefone: (21) 2294-0225
Celular: (21) 99198-2986  WhatsApp
Segunda a sexta, das 9h às 18h

ESCRITÓRIO FLORIANÓPOLIS
Rua Patrício Farias, 55, Sala 610
Itacorubi – Florianópolis, SC
CEP 88034-132
Telefone: (48) 3206-9128
Celular: (21) 99118-4620
Segunda a sexta, das 9h às 18h